segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

humanidade


Deter a desigualdade
criar a alegria,
a felicidade
criar um lugar 
uma cidade
desprovida de violência
de toda maldade.

valorizar a humanidade
onde habita o amor
a pluralidade
e todos andem juntos
na solidariedade.

terra para todos
no sentido da igualdade
trabalho para que
todos tenhamos dignidade.

E vivamos de forma completa
na sociedade
sem medo do futuro
da globalidade
pois não somos números somos 
humanidade.

3 comentários:

Marcos Henrique Justino disse...

Faltou os contrários, que as vezes não concordam, tidos como preconceituosos, mas sofrem preconceito por pensarem, diferente, e muitas vezes não são se apresentam como politicamente corretos.

Bem lúdico, bom para se trabalhar cidadania com crianças...

Abraços...

Como águas...

"Os dias são como águas
Evaporam com o sol
Nem sempre existem abrigos"

http://diempoetico.blogspot.com.br/2014/01/como-aguas.htm

Cidália Ferreira disse...

Bom dia
Adorei o teu poema...Fantástico.

Beijo

Beijo

http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

Suzana Martins disse...

Seu poema é humano e verdadeiro.

Abraços