sábado, 4 de janeiro de 2014

ela


                                                                                  pintura de: Mou Lu


O desvendar dos tesouros ocultos
um sorriso florescente nas tristezas escuras
aureola brilhante num inferno cinza.

Ela inovações de beleza nos lugares silenciosos
uma fala vazia, de lagrima  e risos
sempre ausente no tato da mão.

Ela a vida de um poema sem vida
a musica que silencia
o barulho que tira o sono
o som gostosa da chuva
que gota a gota esgota.

Ela o segredo que se desvenda
no mais intimo momento de mim.
aparência de ausências
um paraíso feito carne
a incompletude do meu nada.

(contem citações de Olivério Girondo)

3 comentários:

Sara Melyssa disse...

Belíssimo!

angel Tarso disse...

MUITO LINDO SEU BLOG;SUAS POESIAS SÃO INCRIVELMENTE REALISTAS;PARABÉNS E MUITO OBRIGADO POR SEGUIR-ME;SERÁ SEMPRE HONRA TÊ-LO POR PERTO.


SOMENTE UMA ALMA EDIFICADA POR DEUS PODE EXPRESSAR COM CLAREZA A PLENITUDE DE SEUS SENTIMENTOS E GRANDEZA DE SUA SIMPLICIDADE.

gildalivio disse...

Otimo , adorei suas poesias tambem tenho um filho que escreve, e ja tem um livro editado ,por isso dou muito valor ,ja era sua fã como cantor e agora como poeta parabens!