sexta-feira, 24 de julho de 2015

Tão Gracindo


Tão Gracindo



Me lembro de ter ouvido
Esse belo tom de sua voz
Como um vento tocando nos bambuzais
Sua voz me lembra uma saudade sem fim
Uma sinfonia que toca sempre pra mim.

Não me lembro de ter seu sorriso tão sóbrio.
Seu sorriso tão doce, um riso fácil que é te acometeu.
Esse rosto tão lindo que me lembra de um anjo
Nunca viu um anjo, mas creio que tem rosto iluminado como o teu.

Não lembro desses olhos tão verdes profundo
E esse olhar ,quase um carinho
Um olhar tão fraternal que nos coloca num aconchegante ninho.

Não esqueço de seus versos
Poetizando no púlpito de nossas vidas.
Não me lembro de falar e te ouvir Tão intenso  assim.
Acho que ainda você não percebeu a sua grandeza sem fim
Essa que só um servo, um pai e um poeta tem.

E a palavra, a música e a poesia
De ti sempre  espargindo
Não me lembro de te ver assim...
Tão Gracindo.


Nenhum comentário: