segunda-feira, 21 de abril de 2014

Dor e arte.



A dor quando é motivo de arte
dói no espirito , no âmago da alma
dói leve como um amor que parte
plantando tristeza e colhendo trauma.

Arte sentida na pele
é quando os poros expele
a dor que vive na alma
num instante de calma.

Dor e arte são irmãs
vivem juntas na sutileza do artista
com a dor o poeta pinta as cãs
da felicidade, num sonho antagonista

4 comentários:

Cidália Ferreira disse...

Bom dia

Maravilhoso.


Tenha um dia feliz
Beijos

http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

Existe Sempre Um Lugar disse...

Boa tarde,
Poema criado com dor e arte, o mesmo é reflexivo.
Abraço
ag

http://momentosagomes-ag.blogspot.pt/

António Jesus Batalha disse...

Ao passar pela net encontrei seu blog, estive a ver e ler alguma postagens
é um bom blog, daqueles que gostamos de visitar, e ficar mais um pouco.
Tenho um blog, Peregrino E servo, se desejar fazer uma visita.
Ficarei radiante se desejar fazer parte dos meus amigos virtuais, saiba que sempre retribuo seguido também o seu blog. Minhas saudações.
António Batalha.

irene alves disse...

Vim agradecer seu registo no
meu blogue. Já fiz o mesmo no
seu, apesar de não gostar mtº.
de blogues com publicidade.
Virei sempre que possa,porque
gosto imenso de poesia.
Saudações
Irene Alves